Maranhão Independente

As notícias mais importantes escritas por jornalistas independentes do estado.
Paralimpíadas: remo

Atleta de remo Cláudia Santos. Foto: CPB/Divulgação.

Entrando no clima das Paralimpíadas, o MaInd está realizando uma série de matérias sobre os esportes que vão fazer parte dos jogos. Conheça mais sobre o remo.

Nessa modalidade, os atletas remam por um percurso de 1 quilômetro em linha reta, vence a competição quem concluir o percurso em menos tempo.

Diferente da canoagem, em que o remo fica solto do barco, nesse esporte, o remo fica preso ao barco.

As provas são realizadas com barcos: Single-Skiff (individual), Double-Skiff (duplas), Quatro com Timoneiro (quartetos + alguém orientando sobre o trajeto).

Veja um pouco das provas de remo nos Jogos Paralímpicos:

Vídeo: Comitê Paralímpico Brasileiro.

Quem pode praticar o remo nas Paralimpíadas?

Podem competir atletas com deficiência física ou visual dentro da seguinte divisão de classes:

  • PR1- Remadores sem equilíbrio para se sentar, por isso devem estar presos ao barco. Eles têm função mínima ou nenhuma função de tronco que impulsionam o barco principalmente por meio da função de braço e ombro.  
  • PR2- Remadores que possuem uso funcional dos braços e tronco, mas apresentam fraqueza/ausência da função das pernas para deslizar o assento.
  • PR3- Atletas com deficiência visual ou com função residual nas pernas que lhes permite deslizar no assento.  

Remo nas Paralimpíadas

A estreia do remo nas Paralimpíadas foi nos Jogos de Pequim em 2008. Logo nessa edição o Brasil conquistou sua única medalha (veja no próximo tópico).

Medalha do Brasil

Medalhistas no remo: Eltons Santana e Josiane Lima.
Foto: Josiane Lima.

O Brasil conquistou o bronze nos Jogos de Pequim na prova Double Skiff TA Misto (dupla mista) com os atletas Elton Santana e Josiene Lima.

Próximos representantes

Veja a lista dos atletas convocados:

  • Ana Paula Madruga de Souza (SC)
  • Cláudia Sabino (SP)
  • Diana de Oliveira (RJ)
  • Jairo Klug (SP)
  • Josiane de Lima (SC)
  • Michel Pessanha (RJ)
  • Renê Pereira (BA)
  • Valdeni Jr (SC)

Além desses atletas,há a comissão técnica com mais 5 pessoas que incluem o treinador, um fisioterapeuta, um coordenador técnico e dois timoneiros.

Quer ser um atleta paralímpico? Acesse o site da Confederação Paralímpica Brasileira clicando aqui.

Leia outras matérias da série clicando aqui.

Doações para o portal Maranhão Independente devem ser feitas para o pix giovanakury@gmail.com

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.