Maranhão Independente

As notícias mais importantes escritas por jornalistas independentes do estado.
Paralimpíadas: futebol de cinco

Saiba mais sobre a modalidade futebol de cinco. Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Entrando no clima das Paralimpíadas, o MaInd está realizando uma série de matérias sobre os esportes que vão fazer parte dos jogos. Conheça mais sobre o futebol de cinco.

As partidas dessa modalidade podem ser praticadas em quadras adaptadas de futsal ou em campos com grama sintética.

Os jogos têm 2 tempos de 25 minutos e os times são formados por 5 pessoas: 1 goleiro e 4 na linha.

Como os atletas não enxergam, guizos são colocados dentro da bola para que os jogadores se orientem sobre a posição dela.

Quem pode jogar o futebol de cinco?

Essa modalidade é exclusiva para cegos ou deficientes visuais, exceto o goleiro que tem visão total. Os atletas na linha usam uma venda e são proibidos de toca nela durante a partida.

A única classe (classificação) que faz parte dos Jogos Paralímpicos é a B1 que é formada por cegos totais ou com percepção de luz, mas sem reconhecer o formato de uma mão a qualquer distância.

Atrás do gol, fica um guia ou chamador que orienta os atletas sobre posicionamento e para onde devem chutar.

O técnico e o goleiro também podem ajudar nessas orientações.

Futebol de 5 nas Paralimpíadas

A estreia da modalidade foi nos Jogos de Atenas em 2004, logo nessa ocasião o Brasil foi campeão e do nosso país saiu o primeiro gol da modalidade com o atleta Nilson Silva.

Atualmente, a modalidade é praticada apenas pelos homens nos Jogos.

Medalhas do Brasil

Arte sobre o futebol de cinco
Imagem: André Martins

O Brasil segue imbatível na modalidade ganhando medalha de ouro nas 4 edições em que o futebol de cinco fez parte: Atenas (2004), Pequim (2008), Londres (2012) e Rio de Janeiro (2016).

Próximos representantes

Veja a ista de atletas convocados:

  • Cássio Lopes (BA)
  • Damião Robson (PB)
  • Gledson da Paixão (BA)
  • Jardiel Vieira (MA)
  • Jefferson da Conceição (BA)
  • Raimundo Nonato (PE)
  • Ricardo Steinmetz (RS)
  • Tiago da Silva (PR)
  • Luan de Lacerda – goleiro (PB)
  • Matheus da Costa – goleiro (PB)

Quer ser um atleta paralímpico? Acesse o site da Confederação Paralímpica Brasileira clicando aqui.

Leia outras matérias da série clicando aqui.

Doação para o Maind pelo pix giovanakury@gmail.com

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.