Maranhão Independente

As notícias mais importantes escritas por jornalistas independentes do estado.
Saiba onde descartar corretamente o lixo em São Luís

São Luís dispõe de diversos locais para descarte adequado de resíduos sólidos. Foto: Reprodução/A.Baeta.

Ecopontos, coleta seletiva, cooperativas de reciclagem, conheça ações de preservação ao meio ambiente

Hoje (05), é comemorado o dia mundial do meio ambiente. A data foi escolhida em homenagem a Conferência de Estocolmo realizada pela Organização das Nações Unidas. Nesse evento, foram discutidas questões referentes ao meio ambiente em todo o mundo.

Em alusão a esse dia, o MaInd traz uma discussão importante: a gestão de resíduos sólidos em São Luís. Para onde vai o lixo que descartamos? Existe reciclagem na cidade? Essas e outras questões são fundamentais para a preservação de lençóis freáticos, rios, oceanos e vegetação.

Comitê Gestor de Limpeza

Este órgão municipal faz toda a gestão de resíduos sólidos em São Luís. Eles são responsáveis pela gestão da coleta de lixo, destinação correta e reaproveitamento ou reciclagem. Esse Comitê também é responsável pela coleta seletiva e pelos Ecopontos.

Atenção para a diferença:

  • Reciclar – é o processo de transformar algo em uma nova coisa. É trazer aquele objeto para um novo ciclo: re-ciclar.
  • Reutilizar – não é necessária transformação, mas o objeto pode ou não ser utilizado em outras funções e por outras pessoas. O que não serve para alguém pode servir para outra pessoa.
  • Upcycling – produtos já quase inutilizados ganham novo valor de uso , o item é utilizado totalmente e não é necessário destruir o item original para transformá-lo em algo novo.

Coleta seletiva programada

Esse programa municipal consiste na coleta programada de resíduos domésticos como: papel, papelão, plástico, vidro e metal.

A coleta só é realizada quando a quantidade acumulada for igual ou superior a 100 litros (um saco de lixo médio).

Quando o material está limpo e pronto para ser coletado, é necessário ligar para o número (98) 99188-9990 e o veículo da Prefeitura vai buscar o material em até 72h de segunda a sábado.

Empresas grandes ou que produzem muitos resíduos não são atendidas por esse programa, é necessário que os proprietários entreguem o material para cooperativas de catadores de materiais recicláveis.

Ecopontos

Os Ecopontos recebem diversos tipos de resídos, mesmo os muito volumosos. Veja abaixo cada um deles e qual sua destinação:

– Recicláveis (papel, plástico, vidro e alumínio): vão para cooperativas de catadores;

– Eletrônicos: destinados às entidades de processamento desses materiais;

– Resíduos da construção civil (entulho): utilizado em recuperação ambiental e são processados na Usina de Beneficiamento em construção na Central Ambiental Ribeira;

– Estofados como colchões e sofás; eletrodomésticos como geladeiras e máquinas de lavar; móveis como mesas, estantes e semelhantes: vão para cooperativas de reciclagem ou são descartadas pelo próprio Comitê;

– Resíduos de madeira: destinados para a vila de moradores do Cinturão Verde;

– Pneus: vão para a entidade Reciclanip

– Óleo de cozinha: destinado para reciclagem.

– Resíduos vegetais (poda e capina): planeja-se encaminhar para o Pátio de Compostagem em construção na Central Ambiental Ribeira.

Encontre o Ecoponto mais próximo da sua casa clicando aqui.

Descarte de baterias

Os Ecopontos recebem produtos eletrônicos, exceto aqueles que tenham bateria (celulares, notebooks) pois esse tipo de material exige uma destinação especializada.

Veja locais adequados para o descarte de produtos com bateria, além de outros produtos, clicando aqui.

De olho na Lei

As ações do Comitê Gestor de Limpeza são baseadas em uma Lei criada desde 2010, trata-se da Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/2010).

Art. 4o  A Política Nacional de Resíduos Sólidos reúne o conjunto de princípios, objetivos, instrumentos, diretrizes, metas e ações adotados pelo Governo Federal, isoladamente ou em regime de cooperação com Estados, Distrito Federal, Municípios ou particulares, com vistas à gestão integrada e ao gerenciamento ambientalmente adequado dos resíduos sólidos. 

Nessa Política, é aconselhada a criação de planos de resíduos sólidos, coleta seletiva, criação e incentivo às cooperativas, fiscalização ambiental, sanitária e agropecuária, além de incentivos fiscais e para a pesquisa e educação ambiental.

Leia a lei completa clicando aqui.

Coleta diária de lixo

O lixo recolhido diariamente em São Luís era enviado para o Aterro da Ribeira, mas em julho de 2015 esse local foi desativado por desobedecer a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

A partir de então, a média de 15 toneladas diárias de lixo coletadas na capital são enviadas para a Central de Tratamento de Resíduos Titara em Rosário, município localizado a 75 quilômetros de São Luís.

Nesse local, há o aterro sanitário em que o chorume é drenado e encaminhado para a estação de tratamento de efluentes (ETE).

Ações por todo o Maranhão

Diversas cooperativas, empresas e associações realizam atividades de reciclagem e destinação correta de resíduos no estado.

Veja a lista completa dessas instituições cadastradas na Secretaria Estadual de Meio Ambiente clicando aqui

Leia outras matérias da categoria Cidades.

Pedido de doação de pix para ajudar com a Maranhão Independente. Doações devem ser feitas para o e-mail giovanakury@gmail.com

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.